Em tempos de Oscars, qua é a relação da Arquitetura com o Cinema?

Atualizado: 8 de Fev de 2020

Tudo... Pois como já diria Lineu Castello:

“amo profundamente a arquitetura e amo desavergonhadamente o cinema.”

A arquitetura dentro do cinema, é um casamento antigo e muito frutífero. Alfred Hitchcock, por exemplo, antes mesmo de se consagrar como diretor, trabalhou como designer de set durante o expressionismo alemão.


Veja também: O que o cinema tem a ver com a Arquitetura


Metropolis (Fritz Lang, 1927)

O Oscar é a premiação mais importante do cinema, pois envolve os filmes e as produções que tiveram o maior destaque no ano anterior. O prêmio é entregue pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas desde 1927, e nos últimos anos a cerimônia acontece no final de fevereiro.


Gladiator (Ridley Scott, 2000)

Mas o que vem a ser então essa aproximação entre o campo da arquitetura e do cinema a partir dos seus processos de criação e produção? Projetar e construir cenários fazem parte da realidade do cinema e a arquitetura é a forma de comunicar e apresentar as visões diferenciadas, inovadoras e transgressoras dos cineastas. Essa função é chamada de Direção de Arte.


Veja também: Arquitetura cenográfica: a arte de [re]construir espaços


Inception (Christopher Nolan, 2010)

O trabalho do diretor de arte é gerenciar a concepção artística e visual do produto, idealizando, criando e administrando os cenários, os objetos de cena, suas texturas e cores. Muitos filmes dão ênfase nessa parte impactando o espectador através de uma nova linguagem imagética, fazendo-o se maravilhar com realidades alternativas, cidades imaginárias, futurísticas ou apocalípticas, ou muitas vezes usando referências históricas da arte.


Black Panther (Ryan Coogler, 2018)

O Oscar Direção de Arte reconhece essas conquistas em um filme. Para os filmes realizados até 1946, a categoria se chamava Decoração de Interiores. A partir dos filmes de 1947, a categoria passou a ser denominada como hoje a conhecemos. Os critérios avaliados em um filme para concorrer ao Oscar são: a conexão entre a história contada, a visão criativa e a sua transposição para os cenários; a atenção máxima aos detalhes das cenas, a colocação dos objetos baseados no enquadramento do diretor, a escolha adequada da paleta de cores tanto na cenografia quanto na pós-produção; e a iluminação em harmonia a todo o resto citado.


Listamos alguns filmes que ganharam o Oscar nessa categoria ao longo dos anos, e que se tornaram ícones justamente em virtude de suas interpretações, criações arquitetônicas e visões particulares de seus cineastas. Vale uma revisão em cada um deles, agora sob um novo enfoque. Com um olhar mais apurado em sua cenografia.


And the Oscar goes to...


Star Wars (George Lucas, 1977)


Batman (Tim Burton, 1989)


Titanic (James Cameron, 1997)


Moulin Rouge (Baz Luhrmann, 2001)


The Great Gatsby (Baz Luhrmann, 2003)


Referências

Fontes das imagens

1. Metropolis (Fritz Lang, 1927) https://dustyflix.wordpress.com/2015/02/24/metropolis-1927-fritz-lang/

2. Gladiator (Ridley Scott, 2000) http://cinematicpaintings.com/post/128264373023/gladiator-2000

3. Inception (Christopher Nolan, 2010) https://bocadolobo.com/blog/art/10-movie-set-designs-that-stole-the-show/

4. Black Panther (Ryan Coogler, 2018) https://www.thesouthafrican.com/wakanda-black-panther-country-facts/


Filmes vencedores do Oscars de Melhor Direção de Arte

5. Star Wars (George Lucas, 1977) http://www.tasteofcinema.com/2014/10-things-star-wars-can-teach-you-about-filmmaking/

6. Batman (Tim Burton, 1989) https://www.archdaily.com.br/br/624547/cinema-e-arquitetura-batman

7. Titanic (James Cameron, 1997) http://www.jamescamerononline.com/TitanicFAQ.htm

8. Moulin Rouge (Baz Luhrmann, 2001) https://www.homecinemachoice.com/content/moulin-rouge

9. The Great Gatsby (Baz Luhrmann, 2013) http://www.iris-digital.org/wordpress/?cat=68


#oscars #arquitetura #cinema #cenografia

0 comentário

em português